Videogames retrôs que estão de volta ao mercado

Modelos da década de 1980 são relançados e, além de despertar nostalgia, estão conquistando novas gerações de gamers.

Os videogames retrôs estão deixando de ser apenas item de colecionador. Com o retorno da mania e de novos jogos de franquias como Pokemon, Sonic e Zelda, a indústria de games resolveu investir no relançamento de consoles clássicos. Em 2016, a Nintendo soltou uma edição limitada de seu primeiro videogame. O Nintendo Entertainment System, popularmente conhecido por NES, chegou às lojas com 30 de seus jogos mais famosos.

No Brasil, antes disso, a Tectoy já havia disponibilizado o Master System e, logo em seguida, o Mega Drive para a alegria do público. E o sucesso foi tanto que, de lá para cá, as opções têm aumentado. Em pleno 2018, se você quiser um console retrô para matar as saudades da época de infância ou quiser apresentar esse universo para o seu filho, há diversas opções disponíveis no mercado.

Conheça os videogames retrôs que são febre no Brasil

Os gamers mais dedicados e apaixonados por jogos do Mega Drive, Super Nintendo, Atari e outros videogames do tipo nunca os abandonaram de fato. Mesmo sendo de sistemas bem anteriores que os principais consoles atuais, esses vintage games podem ser rodados facilmente em um PC. Basta instalar um dos vários softwares de emulação no dispositivo e pronto: você volta aos anos 1980 e 1990!

Ainda que os gráficos não sejam tão definidos ou realistas como os de um Playstation ou Xbox, esses jogos mantém um público cativo, que vem crescendo nos últimos anos. Para tornar a experiência completa, é possível comprar um dos videogames retrôs para ter na sala. Eles têm um design muito próximo de suas versões originais, ou seja, são praticamente uma réplica. E a maioria vêm com pequenas melhorias para a adaptação ao século 21 como, por exemplo, a saída HDMI.

Ficou curioso ou interessado? Confira abaixo os principais modelos comercializados no país e veja qual traz os seus games prediletos.

Super Nintendo Classic Edition

Depois de a edição limitada do NES Classic Edition esgotar poucos meses depois de seu lançamento, a empresa japonesa resolveu apostar no Super NES. O SNES Classic Edition, uma versão em miniatura do Super Nintendo, chegou por aqui no final do ano passado. Os dois controles com fio permitem a diversão de multiplayer local e os cabos de HDMI e USB facilitam a conexão com os novos televisores.

Entre os 21 jogos que vêm na memória desse Nintendo retrô, estão os populares Super Mario Kart, Super Mario World, The Legend of Zelda: A Link to the Past, F-zero e Star Fox. Na lista, ainda vale destacar o “Star Fox 2” – desenvolvido nos anos 1990 mas lançado oficialmente só agora. O seu preço varia entre R$ 650 e R$ 1.000.

videogames retrôs nintendo
Confira uma seleção do Super Nintendo no Mercado Livre

Mega Drive

O clássico console da Tectoy voltou às prateleiras em 2016 para marcar os 30 anos de parceria com a Sega. Já muito aguardado pelos fãs, o Mega Drive voltou com a aparência praticamente idêntica a de seu antecessor. O joystick original de três botões permanece mas alguns componentes internos, como o chip de áudio, precisaram ser substituídos já que não são mais fabricados.

A resolução segue fidedigna a de antigamente (320 x 224 pixels) e não há entrada HDMI. De acordo com a Tectoy, essa tecnologia não traria melhorias na qualidade da imagem e elevaria o preço do produto – que está em torno dos R$ 400 atualmente. Em compensação, entre as adaptações feitas está a inclusão de uma entrada SD Card, que já vem com 22 jogos.

Sonic 3, Alex Kidd in The Enchanted Castle, Altered Beast e Golden Axe fazem parte do pacote. Esse número pode subir bastante, se você considerar o suporte para cartuchos de jogo. A ideia é que, com o passar do tempo, outros títulos sejam lançados nesse formato. Mas, caso tenha algum original guardado aproveite para testá-lo no novo aparelho. Talvez algum não rode ou haja problema de gráfico, por conta da incompatibilidade de hardware, mas funciona sem problemas na maioria dos casos.

videogames retrôs Mega Drive
Compre o seu Mega Drive com o melhor preço no Mercado Livre

Atari Flashback 7

A turma da nostalgia também ficou contente com o anúncio do retorno do Atari, um dos videogames retrôs mais antigos. O modelo 2800, lançado há quase 30 anos, ganhou a sua versão repaginada. Apesar de ser um pouco menor, O Atari Flashback 7 segue com o visual muito parecido ao seu original. A cor é preta, com uma placa que simula o detalhe em madeira; já os controles com fio têm o mesmo formato de manches e trazem cada um o seu botão de ação.

Na memória ele traz 101 games, que incluem Space Invaders, Frogs & Flies, Fatal Run, Combat e Centipede, por exemplo. No Brasil, a sua venda fica sob a tutela da Tectoy e envolve o custo médio de R$ 500.


Master System Evolution

Um dos videogames queridinhos e mais populares da década de 1990 no Brasil, o Master System foi o primeiro modelo da Tectoy a retornar em versão atualizada ao mercado. Dessa vez o design sofreu alterações: além de mais leve, ele agora se apresenta na cor azul e traz o icônico Sonic estampado. Os botões de pause e reset também foram do console para os controles, facilitando a vida do usuário.

A conexão com a TV é composta e permite que o Master System Evolution seja ligado a qualquer televisão. A única dica, no entanto, é não abusar no tamanho da tela por conta da resolução dos jogos 8 bits. E por falar neles, a biblioteca vem recheada com 132 títulos – muitos dos quais foram marcos em mais de uma geração. Figuram na seleção: Sonic The Hedgehog, Golden Axe, Columns, Altered Beast, Battle Out Run e Hang On, por exemplo.

Não há suporte para cartuchos, mas dá para passar um bom tempo entretido com a família e os amigos. Outro ponto positivo do Master System Evolution é o preço mais em conta em relação aos outros videogames retrôs. Você o encontra na faixa dos R$ 200.

videogames retrôs Master System Evolution
Compare o preço dos Master System Evolution e escolha o seu para jogar em família

Raspberry Pi 3

Para quem prefere opções mais alternativas, o Raspberry Pi 3 é umas das melhores opções para se criar um console personalizado. Ele nada mais é que um microcomputador – praticamente do tamanho de um cartão –, que serve para desenvolver servidores, centros de mídia, protótipos, ensinar programação, entre outros. Claro, é preciso ter o mínimo de conhecimento técnico para montar videogames retrôs, mas a comunidade de entusiastas e tutoriais na internet são vastos.

A novidade passou a ser vendida no Brasil no final do ano passado, quando ganhou certificação da Anatel para ser utilizada na criação de projetos caseiros e comerciais. A versão brasileira do Raspberry Pi 3 aparece com placa azul (lá fora, é verde) e traz as seguintes configurações básicas: processador quad-core Broadcom BCM2837 de 1,2 GHz, 1 Gb de memória RAM, entrada para micros, Bluetooth 4.1, quatro saídas USB, conexão Ethernet e suporte para Wi-fi.

Com tudo isso fica muito fácil incluir sistemas e emuladores variados, que permitem rodar uma extensa lista de jogos. A brincadeira funciona para títulos que vão desde Street Fighter 2 até Resident Evil. Isso porque, na prática, o Raspberry não deixa de ser um computador. Porém, com a enorme vantagem de ser portátil! Depois de montar o seu console, você pode carregá-lo para todos os lugares, acoplá-lo a uma TV e plugar os controles.

Outro ponto alto é custo total de um projeto como esse, que sai relativamente barato. Há mais modelos de placas Raspberry mas, se preferir o atual, saiba que a versão Pi 3 (modelo B) é encontrada a um preço que varia entre R$ 180 e R$ 250.

videogames retrôs Raspberry Pi 3
Veja uma seleção de Raspberry Pi 3 disponíveis no Mercado Livre

Deu para notar que mesmo com algumas décadas, os jogos e videogames retrôs ainda se mantém vivos na memória da galera. Que tal aproveitar a onda e adquirir o seu? Daí é só chamar os amigos e matar a saudade dos tempos da infância.

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!