#FreteAbusivoNão – A campanha continua

A liminar que impedia o aumento abusivo do frete dos Correios para vendedores e compradores do Mercado Livre foi derrubada, mas a campanha por uma tarifa justa continua. Participe compartilhando a hashtag #FreteAbusivoNão nas suas redes sociais!

Há duas semanas o Mercado Livre conseguiu na justiça uma liminar para impedir que o aumento abusivo do frete dos Correios afetasse quem vende ou compra no marketplace mercadolivre.com. Os Correios recorreram e a decisão judicial foi revogada na última terça-feira (14), impactando diretamente milhões de pessoas que utilizam o comércio eletrônico diariamente.

Não vamos desistir, a busca por um frete justo continua

O Mercado Livre irá recorrer judicialmente, com o objetivo de defender os interesses de seus usuários, pois considera o aumento imposto pelos Correios abusivo. Só no Brasil, mais de 110 mil pessoas têm as vendas no Mercado Livre como principal ou única fonte de renda. Quem mais perde com o aumento abusivo do frete são as pequenas e médias empresas, como explicamos de forma detalhada neste post.

O Mercado Livre espera também que a campanha #FreteAbusivoNão contribua para que todo o setor de e-commerce consiga acesso a fretes com preços mais justos. Continue usando a hashtag #FreteAbusivoNão em suas redes sociais. Compartilhe as informações sobre o reajuste abusivo no Facebook, Twitter, Instagram, LinkedIn, Whatsapp. Acesse freteabusivonao.com e mostre sua opinião.

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!