Os carros antigos mais desejados do mercado

Conheça a história por trás dos carros antigos mais desejados pelo mercado brasileiro!

Os carros antigos atraem cada vez mais admiradores no Brasil, criando uma grande onda de colecionadores. A preservação do carro e o resgate da nostalgia fizeram desse um mercado extremamente lucrativo. De acordo com a pesquisa realizada pela FGV, os carros antigos brasileiros valorizaram até 135% acima da Selic, taxa que serve de referência para as demais taxas de juros da economia.

Alguns carros antigos mais desejados podem valer mais do que um veículo novo, mas para que se enquadre nessa categoria, precisa seguir especificações da Federação Brasileira de Veículos Antigos (FBVA): ter sido fabricados há mais de 30 anos, conservar as características originais de fabricação e ter o Certificado de Originalidade reconhecido pelo Departamento Nacional de Trânsito (Denatran).

Para determinar o valor de um carro antigo, é necessário analisar a demanda, o estado de preservação do veículo e a originalidade.

Conheça os carros antigos mais desejados do mercado

Chevrolet Opala

Um dos maiores clássicos e que até hoje tem um lugarzinho garantido em nossos corações. Ao entrar nesse mundo, você encontrará muitos “opaleiros”, como são conhecidos, e que são verdadeiros fanáticos.

Foi criado em 1966, sendo o primeiro projeto nacional da Chevrolet. Naquela época, todos os carros produzidos eram de carroceria de portas. Então, imagina como foi inovador trazer para cá, em 1968, um veículo de quatro portas? A Alemanha já comercializava esse tipo de carro, então, arriscaram que nós aceitaríamos bem a novidade. E eles não poderiam estar mais certos.

O Opala chegou em quatro versões: duas simples e duas de luxo equipadas com quatro ou seis cilindros. Os bancos da frente eram compridos e cabiam três pessoas, como nos filmes da década de 60. Na parte de trás, cabiam mais três passageiros.

O motor usado pelo Opala até o final da produção era o 4.1, apresentado no modelo de 1971 chamado SS. Fez tanto sucesso, que dois outros veículos sucessores foram equipados dessa forma, a Silverado e o Omega.

O ano de 1975 foi um dos mais marcantes para a história do Opala SS, pois os pilotos Jan Balder e Bob Sharp equiparam o motor 4.1 com o carburador Weber DFV 446, trocaram o volante e o comando de válvulas. Daí surgiu o 250-S, um dos mais famosos e lendários da categoria e que foi produzido até 1986.

O último lançamento da marca foi o Opala Diplomata, que ficou conhecido pelo conforto e espaço interno. O último veículo foi produzido em 1992, criando uma grande comoção entre os fãs do carro.

carros antigos

Encontre o Opala dos seus sonhos no Mercado Livre

Fusca

O Fusca é uma paixão tão forte, que ganhou uma versão atualizada em 1998, lançada no Brasil no ano seguinte, o New Beetle.

Você sabia que por muito tempo ele foi o carro mais fabricado e vendido no mundo inteiro? Seu design inovador foi um dos principais motivos de tamanho sucesso, assim como o preço acessível.

O primeiro projeto do Fusca foi feito em 1932, quando Ferdinand Porsche desenvolveu um projeto na garagem da própria casa. O lançamento oficial foi em 1935, mas só em 1950 chegou por aqui, com o nome de Volkswagen, que em alemão significa “carro do povo”. A época coincidiu com um grande avanço econômico nacional e ajudou no processo de popularização do carro como bem de consumo, pois até então era considerado um privilégio das classes sociais mais altas. O carro do povo conseguiu conquistar o público por ter um preço mais acessível, espalhando-se por todas as ruas do país.

Com a popularização do veículo, o carro teve o apelido carinhoso de Fusca, e desde então, passou a ser seu nome oficial no país.

Mas não é só de aparência e preço que vive o sucesso do Fusca. O motor de quatro cilindros refrigerado a ar com suspensão independente dianteira foi ousado para a época, que só tinha modelos feitos com feixe de molas ou molas helicoidais.

O último Fusca foi produzido em 1986, mas passou por uma reviravolta na história em 1993, quando o então presidente do Brasil, Itamar Franco, pediu para que voltasse a ser fabricado no país para facilitar acesso ao carro popular. Foram mais de 40 mil carros até o fim de suas operações, em julho de 1996.

Suas formas arredondadas são queridas pelo público até hoje, tornando o Fusca um marco importante na história dos carros.

carros antigos

Confira uma seleção de Fuscas disponíveis no Mercado Livre

Ford Maverick

O Maverick tem histórias muito diferentes no exterior e no Brasil. Foi lançado em 1969 nos Estados Unidos como estratégia para desbancar o Fusca, enquanto por aqui, chegou como opção luxuosa para competir com o Opala, em 1973.

O Maverick enfrentou a grande produção de veículos baratos pelos americanos e ganhou fama por conta da manutenção simples, facilidade de manobrar e economia em comparação ao Mustang. Logo de cara, vendeu 5.000 unidades a mais do que seu concorrente direto.

Por aqui, ele chegou para conquistar o público que estava sem opção de modelos compatíveis com as classes sociais mais altas, pois o Corcel era muito barato e simples, e o Galaxie, muito caro. O Maverick se encontrava no meio termo entre eles.

Tinha três versões diferentes: Standard e Super Luxo de motor L6 3.0 de 112 cv, e GT de motor V8 5.0 de 198 cv, que alcançava 180 km/h e conquistou as pistas graças à sua potência.

Porém, apesar do motor potente, muitos problemas de fabricação fizeram com que o V8 saísse de linha. Apresentava defeito nos freios que fazia as rodas traseiras travar, o radiador falhava e superaquecia o motor, além do alto consumo de gasolina, que veio de encontro com a crise do petróleo, que aumentou o valor do combustível, tornado o V8 inviável para a população.

A versão básica durou mais tempo, mas como era lento e de consumo alto, passou a ser conhecido como “beberrão” e foi esquecido pelos consumidores. O ano de 1979 foi o fim da produção do veículo, mas que conquistou uma legião de fãs mesmo com o passar dos anos. Tornou-se raro por ser o único carro nacional com motor V8, sendo muito valorizado por colecionadores.

carros antigos

Compre agora o Ford Maverick no Mercado Livre

Volkswagen Kombi

Como fazer uma lista de carros antigos queridos sem mencionar a Kombi? Junto com o Fusca, é um dos carros de maior sucesso em nosso país.

Ele chegou como uma alternativa simples e barata de transporte de carga e lazer ao mesmo tempo. O primeiro modelo à venda foi lançado em 1953 para chegar no mercado brasileiro em 1957.

Suas qualidades eram muitas: espaço, versatilidade, estilo, motor de 1.192 cm³ refrigerado a ar, rendimento de 30 cavalos, carroceria monobloco e câmbio com quatro marchas. Todavia, também apresentava característica negativas, como instabilidade e barulho no motor. Mas no final das contas, era o som característico da Kombi que fazia dela única e chamava atenção nas ruas.

Além de famílias grandes e comerciantes, a Kombi se tornou famosa entre os surfistas e pela comunidade hippie, tornando-se o grande ícone do movimento.

Passou por diversas mudanças e teve muitas versões, como Furgão, Standard e Turismo. Sua última versão é de 2013, chamada Last Edition, como comemoração ao aniversário de 60 anos de seu lançamento.

carros antigos

Encontre uma seleção de Kombis à venda com diversas faixas de preço

Volkswagen Passat

O Passat é mais um carro tão querido que ganhou versão atualizada, sendo comercializado até hoje.

O primeiro foi produzido em 1973 na Alemanha e chegou no Brasil no ano seguinte. O VW Passat de 1ª geração foi o primeiro veículo com com motor refrigerado a água do país. Ele tinha apenas uma carroceria de duas portas. Já o seu sucessor, VW Passat LS, também vinha com quatro portas, maior potências bruta e abastecimento com etanol.

A versão esportiva do Passat, chamado de VW Passat TS, foi apresentado em 1979, conquistando muitos fãs graças ao visual único criado pelos faróis redondos e pelo bom desempenho do motor.

Em 1981, as novas versões sedã e perua apareceram, vendidas aqui como Santana e Quantum, fazendo muito sucesso no mercado automobilístico. O último modelo fabricado em solo brasileiro tinha para-choques de plástico e câmbio de cinco marchas, saindo de linha em 1988. Porém, o ano de 1994 marcou seu retorno no Brasil, quando a Volkswagen produziu as versões 2.0 e 2.8 VR6.

Outras versões surgiram em 1998, 2001, 2005, 2006 e 2007, ou seja, dá para notar como o carro é querido pelo público, não é mesmo?

O modelo vendido atualmente faz parte da 7ª geração e começou a ser comercializado em 2011 como um dos veículos mais equipados da categoria.

carros antigos

Compre as versões antigas do Passat no Mercado Livre

Cada carro antigo vem carregado de muita história e sentimento, não é a toa que existem tantos fãs e colecionadores!

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!