Jardinagem para iniciantes: veja as melhores dicas

Aprenda sobre jardinagem, saiba quais ferramentas ter sempre à mão e os cuidados diários para encher a casa de plantas.

A jardinagem para iniciantes requer poucas ferramentas e habilidade. Por outro lado, os benefícios são muitos: você cultiva as suas próprias plantas, decora a casa e ainda ganha um novo hobby. Seu jardim pode conter flores variadas, cactos, suculentas e até alguns temperos, sem necessariamente ocupar uma grande área.

Em apartamentos também é viável manter um jardim. Mesmo sem canteiros apropriados, você pode cultivá-lo em vasos e em floreiras de maneira criativa. Hoje em dia há suportes para a criação de jardins verticais e suspensos, que podem ser encontrados em lojas de decoração ou de utilidades para a casa.

Confira todas as informações que reunimos para você e comece a praticar!

Veja as principais dicas de jardinagem para iniciantes

Começar um jardim em casa é bem simples. Pense em quais espécies de planta gostaria de cultivar e pesquise um sobre as características de cada uma – isso é essencial para que o seu projeto dê certo. Algumas plantas se adaptam melhor em ambientes internos, sob luz indireta, enquanto outras exigem sol boa parte do dia.

Estejam elas dentro ou fora do lar, as plantas obedecem a regras básicas para a sua manutenção. Para que o seu projeto seja um sucesso, aprenda mais sobre jardinagem para iniciantes e saiba montar o kit de ferramentas para lhe auxiliar no dia-a-dia.

1. Planeje o seu jardim

O primeiro passo para dar início ao seu jardim é definir onde e como montá-lo. O espaço influencia bastante na escolha das espécies e até mesmo nos cuidados. Flores, arbustos e jardins verticais são boas opções para áreas externas; já dentro de casa vão bem folhagens que requerem pouca luz, cactos e suculentas.

Definido isso, escolha os recipientes que melhor acomodam o seu jardim. Existem vasos e floreiras dos mais variados tamanhos e materiais, que devem estar de acordo com o nível de desenvolvimento da planta. Saiba quais são os principais tipos de vasos:

  • Plástico: esse é o tipo mais fácil de encontrar. Leves e baratos, podem ser abrigados dentro de cachepôs e são ideais para o plantio de mudas. Evite deixar o vaso exposto à luz do sol por muito tempo porque o calor absorvido pelo plástico é repassado para a terra;
  • Barro ou cerâmica natural: são bem comuns, principalmente, em jardins externos. Por serem porosos, retêm mais água e mantêm a planta úmida por mais tempo;
  • Cerâmica esmaltada: tem maior durabilidade que a versão sem resina e também são conhecidos por “vietnamitas”. São indicados para o plantio de arbustos e pequenas árvores frutíferas;
  • Madeira: são mais indicados para ambientes internos ou áreas externas cobertas, para evitar o desgaste causado por intempéries. Funcionam bem na decoração, como grandes cachepôs;
  • Cimento ou concreto: são usados prioritariamente em locais externos. Por serem pesados, a sugestão é alocá-los de maneira definitiva e com espécies perenes;
  • Fibra de coco: são sustentáveis e substituem os vasos de xaxim. São leves e porosos, por isso, a sua drenagem é um dos pontos altos.


2. Defina quais plantas cultivar

Depois do espaço, uma dica importante de jardinagem para iniciantes é a escolha das espécies. Você as encontra na forma de sementes, mas a dica é pegar a planta em muda ou em tamanho adulto. Isso porque o plantio e o cultivo no primeiro estágio são mais delicados.

Outra dica é começar por plantas mais resistentes até adquirir a prática em adubação, quantidade de água e poda. Se está precisando de algumas sugestões, dê uma olhada na lista abaixo:

  • Suculentas: rosa de pedra (Echeveria elegans), bálsamo (Sedum dendroideum), onze-horas (Portulaca grandiflora);
  • Folhagens para interiores: espada-de-São-Jorge (Sansevieria trifasciata), comigo-ninguém-pode (Dieffenbachia amoena), zamioculca (Zamioculcas zamiifolia), dracena-de-madasgascar (Dracaena marginata), lírio da paz (Spathiphyllum wallisii);
  • Floríferas: moréia-bicolor (Dietes bicolor), Zínea (Zinia elegans), trapoeraba roxa (Tradescantia Pallida Purpurea), vinca (Catharanthus roseus);
  • Trepadeiras: jibóia (Epipremnum pinnatum), hera (Hedera helix).

Lembre-se de checar as peculiaridades de cada uma, tais como: iluminação ideal, frequência de rega, tipo de solo e época de floração. Isso facilita o seu aprendizado e garante o sucesso do seu jardim.

jardinagem para iniciantes rega
Confira uma seleção de regadores para cuidar diariamente de suas plantas

3. Cuide do seu jardim diariamente

Para manter o seu jardim bonito e saudável é preciso se comprometer com algumas tarefas cotidianas simples. São elas:

  • Faça regas constantes: se você ainda não descobriu a frequência ideal, cheque a umidade da terra. Quando achar que está seca, acrescente água;
  • Evite molhar as folhas: o ideal é regar a parte inferior da planta, na base, próximo à raiz;
  • Verifique a drenagem: lembre-se de fazer alguns orifícios na parte debaixo de vasos e floreiras. O acúmulo de água pode matar a sua planta;
  • Mantenha a terra arejada: se notar que água demora para penetrar no solo, perfure-o com cuidado até que o bloco único de terra se descompacte;
  • De tempos em tempos adube a terra: para quem está começando, a dica é utilizar húmus de minhoca. Adubos químicos, como o NPK, devem ser evitados por quem ainda não tem prática no processo – qualquer erro de dosagem prejudica a sua planta, ao invés de ajudá-la;
  • Fique atento às pragas: quando necessário, utilize pesticidas naturais para espantar formigas, pulgões e lagartas. E retire ervas daninhas sempre que aparecerem;
  • Faça podas regulares: costumam ser realizadas no fim do inverno. Ramos secos, doentes ou estiolados podem ser eliminados;

A melhor maneira para saber se a sua planta está adaptada ou satisfeita com o ambiente é observá-la cuidadosamente. Repare no aspecto da folhagem, se há muitas formigas ou pragas circulando pelos caules ou no vaso. A presença de folhas amarelas, por exemplo, é sinal de falta de nutrientes.

jardinagem para iniciantes aduboConfira várias opções de fertilizantes naturais para adubar o seu jardim

4. Monte o seu kit de jardinagem para iniciantes

Alguns apetrechos são bem úteis no trato do seu jardim. Se você tem dúvidas sobre quais ferramentas ter à mão quando for mexer com a terra, veja a lista de opções abaixo:

Pá ou colher de jardineiro
Os tamanhos variam, por isso, escolha a variante que se adequa melhor às suas necessidades. Há opções de plástico, alumínio e fibra de vidro.

Transplantador
Tem o formato parecido com o da pá, mas é mais estreito. E, como o nome sugere, serve para transplantar mudas com mais facilidade.

Garfo
É utilizado para aerar o solo e auxiliar na retirada de ervas daninhas. Também é encontrado em materiais tão diversos quanto as pás.

Ancinho ou rastelo
Auxilia na limpeza e remoção de folhas caídas na terra. Geralmente, acompanha o conjunto de jardinagem formado pelas pás e pelo garfo.

Regador
O recipiente para a água existe em diversos formatos e acabamentos. O melhor é optar por um modelo cujo bico de gotejamento seja removível.

Borrifador ou pulverizador
É facilmente encontrado em lojas de utilidade para a casa e são ideias para borrifar partes específicas da planta e aplicar produtos como adubos líquidos ou pesticidas.

Luvas
Sua função é proteger as mãos do jardineiro. Há diversos modelos: feitas apenas de tecido, com detalhes em látex, mais grossas ou delicadas. O ideal é experimentar e ver com qual você se adapta melhor.

Tesoura de poda
É destinada a poda de folhas, ramos e galhos secos, pois seu corte é pequeno e fino.

jardinagem para iniciantes podaCompre uma tesoura de poda e monte o seu kit de jardinagem

Gostou das dicas de jardinagem para iniciantes? Para dar início à prática, pense nas plantas que mais gosta e organize o seu projeto. Vale decorar a entrada do lar, criar um jardim de suculentas ou mesmo preencher a estante com vaso de folhagens. E se você tem um quintal à disposição, o paisagismo pode incorporar plantas com folhas maiores, arbustos e até árvores.

Com o passar do tempo, você adquire experiência e aprende as melhores maneiras de tratar as suas plantas. Daí é só partir para desafios maiores como o cultivo de espécies mais sensíveis ou a montagem de jardins suspensos ou verticais.

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!