Como lavar o cabelo usando as técnicas low e no poo

As duas técnicas têm como objetivo diminuir o uso de alguns elementos presentes nas fórmulas de shampoos e condicionadores tradicionais. Saiba como aplicá-las na rotina.

Você sabia que os produtos químicos presentes no shampoo tradicional podem prejudicar alguns tipos de cabelo? Eles impedem a hidratação natural dos fios, como explica Bruno Dantte, cabeleireiro especializado em crespos e cacheados: “O shampoo tradicional contém lauril sulfato de sódio, uma substância que é conhecida como o detergente do shampoo. Ela serve pra limpar o couro cabeludo, mas retira a sujeira e toda oleosidade boa criada naturalmente. Por conta disso, a oleosidade não consegue chegar aos fios, tornando-os mais secos”.

Para encontrar alternativas mais saudáveis, foram criadas as técnicas no poo e low poo, também conhecida como light poo.

Entenda as diferenças entre low e no poo

Caroline Souza Costa, fisioterapeuta com formação em tricologia pela IAT- International Association of Trichologists, entrou em detalhes para explicar cada uma delas:

  • Low poo: procedimento de cuidados capilares em que são utilizados shampoos sem sulfato e produtos sem substâncias nocivas à saúde capilar. Os mais indicados são aqueles que apresentam pouca quantidade de lauril sulfato de sódio em sua composição, fazendo com que apresentem pouca ou nenhuma espuma durante o processo de lavagem. Visa diminuir o uso de shampoo, ou seja, o produto tradicional é substituído por uma opção totalmente sem sulfato;
  • No poo: método de limpeza que não utiliza shampoos. É realizada, geralmente, com auxílio de cremes e condicionadores que não possuem petrolatos, parafinas, sulfatos e não gera nenhuma espuma durante o processo de lavagem.

Ambas as formas acabam com o mito da sensação de que o cabelo só está limpo quando o shampoo produz muita espuma.

Além disso, também é importante detalhar o conceito de co-wash, que é a lavagem utilizando apenas condicionador. Ela é a protagonista do estilo no poo, ajudando a manter os fios limpos e hidratados ao mesmo tempo.

Tipos de cabelo indicados

Essa é uma pergunta que surge com frequência entre as pessoas que se interessam por essas modalidades, principalmente porque a maioria das usuárias possuem cabelo cacheado ou enrolado. Porém, a necessidade de adesão às técnicas varia de acordo com o nível de ressecamento: “low-poo é mais indicado pra quem tem o couro oleoso e o no-poo, pra quem tem ele seco”, explica Bruno.

De acordo com Isabella Carolina, colorista formada pela L’Oreal Paris e membro do time de experts da eduK, todos os tipos de cabelo podem fazer o low e no poo, desde os virgens até os descoloridos. “Nos virgens, ele deixará os fios mais saudáveis, enquanto nos coloridos e descoloridos, além de deixá-lo mais sadio, fazem a cor durar quase o dobro do tempo. É muito popular entre as donas de cabelos cacheados, pois os sulfatos e parabenos são componentes que podem modificar a forma e a definição dos cachos”.

Portanto, qualquer pessoa pode aplicar com indicação de um profissional. “Não existe regra, geralmente os lisos são mais oleosos, por isso, é interessante começar com a técnica low poo e intercalar com o no poo depois que o couro cabeludo se acostumar a produzir menos sebo”, aconselha Isabella.

Dando início à nova fase de higienização

Sintia A. Martins, gerente técnica da Yamá Cosméticos, contou como funcionam as etapas dos procedimentos:

  • Primeiro você precisa verificar todos os seus produtos. Guarde apenas os permitidos e doe os que não pode mais utilizar;
  • Higienize presilhas, pentes, recipientes para mistura e qualquer outro item que entre em contato com seu cabelo. Use um pouco de shampoo com sulfato para remover os possíveis resíduos de silicones insolúveis e derivados de petróleo;
  • Lave seus cabelos uma última vez com um shampoo comum com sulfato, que você já tenha em casa. Essa etapa será importante para retirar todos os resíduos e prepará-los para iniciar a nova rotina;
  • Depois de finalizar a lavagem, aplique um condicionador liberado, massageie bem e enxague;
  • Você está pronta para começar!

Rotina de beleza

Não é possível identificar apenas uma rotina ideal para todas as pessoas, porque cada um possui suas especificações. “Cabelo deve ser higienizado por necessidade e não por dia marcado”, indica Bruno.

Sintia indica como é a rotina mais comum entre os adeptos das técnicas:

Low poo – a cada quinze dias usa-se um produto low poo intercalando com co-wash nos demais. Quem segue essa rotina deve tomar cuidado para não exagerar no uso de silicones insolúveis, óleo mineral e parafina, pois são difíceis de serem retirados.

No poo – Depois de dar os passos iniciais, chegou a hora de colocar em prática. No co-wash, principal método aplicado nesse caso, são utilizados produtos sem petrolatos e sem silicones na composição. Por essa razão, nem todo condicionador é permitido. No dia de lavar, aplique o co-wash no couro e esfregue bem. Ao enxaguar, puxe o produto em direção às pontas.

Se quiser complementar com uma máscara capilar, poderá usar depois da lavagem. Aplique-a no comprimento e nas pontas, evitando a raiz, deixe agir conforme o tempo indicado na embalagem e enxágue.

Em seguida, passe o condicionador no comprimento e nas pontas, evitando a raiz mais uma vez. Espalhe bem, deixe agir e enxágue. Depois disso, seu cabelo estará pronto para receber um finalizador, como creme, gel, mousse ou leave-in.

low e no poo creme

Encontre opções de creme para pentear permitidos na técnica

Produtos proibidos

Como pôde perceber, ambos os procedimentos têm como principal objetivo evitar certas substâncias. Se estiver em dúvida sobre quais são proibidos, guarde com você uma listinha de quais são esses componentes.

Petrolatos para evitar em low e no poo: óleo mineral, parafina líquida, isoparafina, petrolato, vaselina, dodecano, isodecano, alcano e hidrogenated polysobutene.

Sulfatos para evitar em low poo: Sodium Laureth Sulfate, Sodium Myreth Sulfate, Sodium Lauryl Ether Sulfate, Ammonium Lauryl Sulfate, Ammonium Laureth Sulfate, Sodium Trideceth Sulfate, Sodium C14-16 Olefin Sulfonate, Sodium Myreth Sulfate, Sodium Alkybenzene Sulfonate, Sodium Coco Sulfate, TEA dodecylbenzenesulfonate, Ammonium laureth.

Silicones insolúveis proibidos em no poo: Dimethicone Copolyol, amodimethicone, Cetearyl methicone, Cetyl Dimethicone, Cyclomethicone, Cyclopentasiloxane, Dimethicone, Stearyl Dimethicone, Trimethylsilylamodimethicone, Simethicone, Polydimethylsiloxane, Methicone, Phenyl Trimethicone, Dimethylpolysiloxane, Bis-Aminopropyl Dimethicone, propoxytetramethyl piperidinyl dimethicone (PTMPD).

Produtos ideais

Com tantas vedações, você deve estar imaginando se existem produtos no mercado que possam ser usados. A verdade é que existem muitas opções que se encaixam nessas exigências. “Existem os low e no poo de todos os preços e marcas, desde as profissionais, até as mais populares. Alguns já vêm indicados na embalagem que são para este uso, outros são necessários ler sua composição. O ideal para não ficar na dúvida é procurar um profissional para indicar quais são os melhores para o seu tipo de cabelo”, indica Isabella.

Confira uma lista de alguns indicados:

Shampoo

Inoar Bombar Coconut
Possui óleo de coco, rico em vitamina E e ácidos graxos em sua composição, agindo na hidratação interna do fio, possibilitando a reconstrução e o fortalecimento. Ajuda no crescimento e combate à queda.

Deva Curl Low Poo
Um dos mais indicados para quem está começando, pois é suave, produz pouca espuma e é mais fácil de se adaptar. Limpa de maneira eficiente e promove a hidratação.

low e no poo shampoo

Encontre o shampoo low poo ideal para você

Condicionador

Yamasterol Condicionador Less Poo

Essa é uma das marcas mais tradicionais, presente no mercado desde 1967. O condicionador co-wash possui fórmula enriquecida com chá verde e aloe com propriedade antioxidante, adstringente e hidratante.

Lola Curly Wurly

Sua fórmula é composta de 25% de ingredientes ativos naturais, ajudando no crescimento e tratamento do couro cabeludo. Indicado para cabelos crespos, cacheados, grossos ou secos, tornando-os leves, macios e com menos frizz.

low e no poo condicionador

Confira uma seleção de condicionadores no poo disponíveis no Mercado Libre

Máscara

Haskell Low Poo Cachos Sim
Essa é uma linha criada especialmente para os tipos crespos e cacheados. Tem o objetivo de ressaltar o formato natural dos cachos ao mesmo tempo em que hidrata. A fórmula é feita com colágeno e óleo de coco.

Lé Charme´s Cachos Poo
A fórmula feita de abacate, coco, quinoa e mel, misturada com D-pantenol, intensifica a reparação dos fios e mantém os cachos firmes e com movimento.

low e no poo máscara

Compre uma máscara capilar para intensificar a hidratação

Atenção especial

Antes de implementá-las em sua rotina de beleza, converse com um profissional de confiança para entender as suas reais necessidades. Essa é apenas mais uma alternativa de hidratação dentre muitas outras.

“Um alerta importante com relação à aplicação dessas técnicas é que, se mal aplicada, pode provocar descamações, caspas ou dermatite seborreica por acúmulo de oleosidade e sebo no couro cabeludo. Esses procedimentos visam a saúde dos fios, evitando que ressequem com o processo de lavagem com o shampoo tradicional, mas, em casos de couro cabeludo com tendência a oleosidade, está contra indicada”, orienta Caroline.

Comece a aplicá-las com o auxílio de um profissional para ter resultados positivos e que não prejudiquem sua saúde!

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!