Antecipar a entrega pode ser tão ruim quanto enviar depois do prazo

Realizar a entrega em uma data precisa reduz os impactos em logística reversa e resulta em um cliente mais satisfeito

É comum presumir, de maneira equivocada, que seu consumidor conta com uma estrutura de portaria apta para receber seus itens a qualquer hora e que, ao receberem sua compra antes do prazo prometido, ficarão ainda mais satisfeitos com a experiência. Entretanto, histórias como a da designer Carol Schavarosk são menos incomuns do que podem parecer. “Comprei um notebook que chegou antes do prazo e, como moro sozinha, não tinha ninguém para receber. O notebook ficou o dia inteiro na portaria, que é super movimentada. Um risco”, conta.

Uma mercadoria muito grande, um item de primeira necessidade, a ausência de pessoas autorizadas a receber. A lista de exemplos negativos da antecipação do envio é extensa, especialmente se levarmos a discussão para fora dos grandes centros, onde morar em casas é mais comum e entregar fora do prazo (antes ou depois) pode fazer com que a transportadora devolva a compra para sua loja, impactando seus custos com a logística reversa.

Para calcular a promessa, o vendedor precisa somar o tempo que leva para postar o produto (incluindo todo o manuseio em estoque – localização, separação e preparação) com o tempo que a transportadora utiliza para entregar o item no endereço indicado pelo comprador.

entrega

Não manter uma estabilidade no tempo de manuseio de estoque e incluir nas tabelas (do vendedor e da transportadora) um excesso de margens de segurança fazem com que o cálculo da sua promessa seja muito maior do que o seu prazo real. “Quando a gente coloca um produto com um prazo de X dias, por exemplo, e o cliente encontra um concorrente vendendo o mesmo item oferecendo uma entrega mais rápida, perdemos a venda”, explica Junior Carniato, proprietário da Shopzoom.

Para estabelecer os prazos de maneira mais precisa, de acordo com a sua operação, o head de Mercado Envios Brasil, Arnaldo Bertolaccini orienta manter as tabelas sempre vivas e atualizadas, além de estabelecer e acompanhar o acordo de nível de serviço (Service Level Agreement ou SLA). “Com a SLA o empreendedor consegue acompanhar o que está sendo entregue antes, depois e no prazo exato. A partir da leitura e análise desses dados ele consegue identificar os gargalos e adequar sua operação para realizar uma promessa precisa”, detalha o executivo.

Utilizar ferramentas de gestão de estoque e logística como o Mercado Backoffice e o Mercado Envios, otimizam o tempo de gerenciamento desses processos e oferecem uma visão ampliada do seu negócio, facilitando o cálculo certeiro do prazo, reduzindo a incidência de entregas fora do tempo estipulado, seja para mais ou para menos, e os impactos negativos na experiência de compra do seu consumidor.

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!