Dicas para negociar o aluguel

Sem a necessidade de um investimento alto, com a flexibilização em relação ao fiador e o aumento da oferta, alugar um imóvel é a escolha de muita gente. Se você também está nesse time, confira algumas dicas para fazer um bom negócio.

Em tempos de crise, novas oportunidades aparecem – não é diferente no mercado imobiliário. Para não deixar os “imóveis parados”, como diz o jargão dos corretores, os proprietários optaram por reduzir o valor cobrado pelo aluguel. Uma ótima notícia para o inquilino, que deve aproveitar o momento para barganhar.

Elaborar o contrato, lidar com o proprietário ou a imobiliária, pechinchar, reformar… descubra o que é importante e dê uma olhada nas sugestões abaixo para garantir o espaço ideal e um aluguel justo.

Confira dicas para negociar o aluguel do imóvel

1. Fique por dentro do cenário imobiliário

Acompanhar as notícias do mercado e, principalmente, pesquisar o preço médio do aluguel de imóveis no mesmo porte e na mesma região podem lhe ajudar na negociação. No caso de apartamentos, é válido, inclusive, checar o número de unidades disponíveis no prédio e se tem alguma diferença no custo de locação. Outra dica é descobrir há quanto tempo o dono está tentando alugar o espaço. Se fizer alguns meses, talvez ele esteja mais suscetível a aceitar contrapropostas. Lembre-se: argumento nunca é demais!

cenario imobiliario

Confira as casas para locação em várias regiões do país

2. Considere todos os gastos

Ainda que seu maior custo com a moradia seja o aluguel, é preciso levar em conta os gastos com IPTU, água, luz, garagem, condomínio e possíveis taxas ao longo do trâmite para a locação. No caso da necessidade de reformas, você deve apontar isso durante a vistoria (necessária para o contrato) ou mesmo pedir o abono de um ou dois meses pelo investimento que fará no imóvel.

reformas gastos

Veja apartamentos para alugar no Estado de São Paulo

3. Tenha atenção na hora de bater o martelo

Depois da intensa pesquisa, visitas e conversas sobre o imóvel é chegada a hora do contrato. Quando se utiliza os serviços de uma imobiliária, geralmente existem modelos de contrato pré-definidos que agilizam o processo. Nesse caso, basta conferir a reputação da mesma e ler as cláusulas cuidadosamente para evitar dores de cabeça.

Se a negociação for direta com o dono, o ideal é contar com o auxílio de um advogado porque o documento é que estabelece obrigações, multas e reajustes do aluguel, além de assegurar os direitos de cada parte. Uma das garantias mais comuns solicitadas em contrato é a indicação de um fiador, que responderá judicialmente pelo atraso ou não pagamento do inquilino.

Nesse momento, considere os principais pontos levantados durante a vistoria: imperfeições, itens a serem trocados e o estado geral do imóvel. Tudo é registrado e ambas as partes ficam cientes da situação em que o espaço foi entregue; qualquer dano causado durante a estadia deve ser arcado pelo locatário, antes de sua saída.

4. Seja flexível

Durante o processo de negociação vale deixar claro para o locador que você tem outras opções e está atento ao preço médio do m² da região. Porém, também é essencial ouvir o que ele tem a dizer, valorizar a redução aceita e ceder em alguns pontos. Use o bom senso para chegar a um acordo justo.

contrato flexibilidade

Encontre casas para alugar na Bahia

5. Conviva em harmonia e cumpra suas responsabilidades

Ter um bom relacionamento com o proprietário é fundamental, principalmente se há interesse em permanecer no imóvel a longo prazo. Faz parte de suas obrigações, por exemplo, respeitar as normas do condomínio (se for apartamento), manter as contas e taxas em dia e ter cuidado com o bem. Agindo dessa maneira, você constrói uma relação de respeito e confiança, que pode fazer a diferença na renovação do contrato.

mudança

Compare o aluguel e encontre o apartamento ideal em Porto Alegre

Como você deve ter reparado, com os argumentos certos e uma boa conversa, as suas chances de negociar o aluguel aumentam consideravelmente. Então, aproveite a onda favorável e vá em busca do seu imóvel!

Ainda não faz parte do Mercado Livre? Cadastre-se!